Vez e Voz DEZEMBRO 2010

VVcapaDez2010SUMÁRIO

5 Editorial
Carlos Ribeiro
7 Iniciativas Locais de Emprego e Empreendedorismo potenciam a animação da rede Animar
Célia Lavado
35 Raízes, realidades e perspectivas de um congresso
Plataforma do Movimento Democracia Participativa
41 “Quero um associativismo forte e combativo, lado a lado com outros movimentos de cidadãos para o futuro”
Entrevista a Rui d’Espiney
49 Associativismo Cidadão e Espaço Público Democrático
Fernando Ilídio Ferreira

REGISTOS
55 Contributos do associativismo para a luta contra a exclusão
Pedro Hespanha

EDITORIAL

Este número da Revista Vez e Voz combina duas dinâmicas centrais fortemente influenciadoras da actividade quer da ANIMAR quer das diversas entidades que se empenham diariamente em acções em favor do desenvolvimento local: por um lado intervenções de terreno, envolvendo segmentos muito diferenciados das populações locais e, por outro, iniciativas de reflexão e de projecção estratégica dos rumos a seguir para trilhar os caminhos da sustentabilidade, nos seus diversos pilares e não apenas no estritamente económico.

Os testemunhos dos encontros e das oficinas interactivas realizados no quadro da promoção do emprego, da empregabilidade e do empreendedorismo em diversos pontos do país revelam quanto é importante estar perto dos públicos mais carenciados e mais necessitados de informação e de apoio técnico concreto. De facto, para influenciar as atitudes e os comportamentos dos que pretendem agir mas não dispõem de ferramentas operacionais para dar os primeiros passos e concretizar os seus projectos, a questão da proximidade é crucial e nesta ordem de ideias as parcerias com associações locais são a chave do sucesso.

Na outra vertente mais reflexiva, o Congresso do Associativismo e da Democracia Participativa representou um grande esforço de organização e de promoção de espaços de debate e de troca de experiências numa fase de particular dificuldade e até de enfraquecimento do movimento associativo que procura influenciar a sociedade civil no sentido de uma prática mais efectiva de participação e de cidadania activa. A mensagem de esperança dos participantes e dos dinamizadores vai no sentido do movimento se reforçar em termos de organização e de cooperação e por essa via abrir novos caminhos para a democracia participativa a partir de dinâmicas locais mais consistentes e mais representativas.

Neste número do Vez e Voz entrevistámos Rui d´Espiney. Com esta iniciativa procurámos aprofundar, na primeira pessoa, alguns dos grandes temas e desafios que se colocam ao movimento associativo em Portugal. Trata-se de expor um pensamento político autorizado e sempre actual e de destacar o homem, a pessoa, o humanista radical que acompanha e interfere nos movimentos sociais que marcam a história de Portugal das últimas décadas.

Carlos Ribeiro
Coordenador da Vez e Voz
Director da Animar