CNIS recusa fim da solidariedade no caldeirão da Economia Social

AG-CNIS

A Assembleia Geral da CNIS, que decorreu em Fátima, foi unânime em refutar as intenções de agregar todas as entidades da Economia Social em uma única organização, processo que está a ser liderado pela CASES.
“Temo que em Portugal se queira diluir a solidariedade”, afirmou o padre Lino Maia, a propósito das movimentações e discussão em curso para a criação de uma Confederação da Economia Social, que a CNIS e as uniões das Misericórdias e das Mutualidades não veem com bons olhos: “Temo que seja demasiadamente abrangente e aí tudo se dilua e sejamos tratados como uma qualquer coletividade de cultura e recreio ou uma associação humanitária de bombeiros voluntários, com todo o respeito que estas entidades nos merecem. No entanto, nós não somos isso”.

VER

Animar integra Grupos de Trabalho do CNES

No dia 14 de Novembro, no salão nobre do MTSSS, reuniu o plenário do CNES - Conselho Nacional para a Economia Social, sob a Presidência do Senhor Ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, José António Vieira da Silva com a participação do Senhor Secretário de Estado do Emprego, Miguel Cabrita.
Na reunião foram aprovadas as propostas apresentadas pela comissão executiva do CNES respeitantes à criação, sob a forma de Grupo de Trabalho, de uma Comissão Organizadora do “Congresso Nacional da Economia Social” e de um Grupo de Trabalho tendo em vista a elaboração de um Relatório acerca do “Estatuto Fiscal do Sector da Economia Social”, previsto no art.º 11.º da Lei de Bases da Economia Social.
A Animar, na qualidade de representante das associações de desenvolvimento local,  integra estes dois grupos de trabalho, pelo que será muito importante a colaboração e envolvimento dos seus associados na reflexão sobre estes dois temas, em particular no Estatuto Fiscal do Sector da Economia Social.

Economia Social e Inovação Social

ES-Notcia-1A Animar esteve presente na Feira das entidades do 3º setor, que decorreu entre os dias 20 e 22 de novembro, na Lousã, uma iniciativa promovida pela Activar - Associação de Cooperação da Lousã no âmbito do Eixo 3 - Capacitação da Comunidade e Instituições do Contrato Local de Desenvolvimento Social.

Continue a leitura

Animar defende equidade nos benefícios fiscais entre organizações da economia social

OE-2017No dia 12 de Setembro, a Direção da Animar foi recebida no gabinete do Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais. Além da apresentação formal de cumprimentos, a delegação apresentou à Secretaria de Estado dos Assuntos Fiscais um conjunto de propostas para o Orçamento de Estado 2017, tendo em vista maior equidade do quadro legal e de justiça social em beneficio das organizações que intervêm no domínio desenvolvimento local.

Continue a leitura

Animar reúne com a rede DLBC de Lisboa

DLBC-Animar

No dia 12 de Agosto o Presidente da rede Animar, Marco Domingues, reuniu-se com a Direcção da rede DLBC de Lisboa para dar a conhecer os novos Corpos Sociais e Direcção da Animar e as circunstâncias do acto eleitoral extraordinário, inteirar-se dos projectos em curso na rede DLBC de Lisboa, e das atribuições e responsabilidades da Animar nesta estrutura.

Eleita nova Direção e Corpos Sociais da Animar (2016-2019)

animar-completoDecorreu em Coimbra (16 de Julho), no CEARTE, a Assembleia Geral Extraordinária Eleitoral da Animar. Venceu a Lista B - Reafirmar a Animar nos Valores, nas Propostas e na Estratégia. Foram contabilizados 114 votos colectivos (38 associados colectivos x 3 votos) e 16 individuais, ou seja, 130 no total, assim divididos:
- Lista B - 84 votos;
- Lista C - 43 votos;
- Brancos - 3 votos.

Continue a leitura

Inquérito | Consulta Pública sobre a Implementação dos ODS

ODS

A Consulta Pública sobre a Implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), que incluiu a realização de um conjunto de Oficinas descentralizadas, em diferentes cidades do continente e das regiões autónomas, engloba também este Inquérito Online, que pode ser preenchido por todos/as os/as interessados/as.

O preenchimento do inquérito demora cerca de 10-15 minutos.

As respostas serão recolhidas e tratadas de forma anónima, sendo posteriormente integradas num relatório que será apresentado publicamente no mês de setembro.
Para responder ao Inquérito, disponível até ao dia 15 de julho de 2016, clique aqui.

logos-ODS