Encontro Imaginário, 226 - Debates entre personagens marcantes da história universal

06/12/2021 |

Debates entre personagens marcantes da história universal, encenados por Hélder Costa.

Eleanor Roosevelt - Ativista social norte-americana (11 de outubro de 1884, em Nova Iorque, 7 de novembro de 1962), proveniente de uma abastada família com ascendência holandesa, casou com o futuro presidente Franklin Roosevelt.

A Grande Depressão que assolou os Estados Unidos nos anos 30 levou a que Eleanor multiplicasse as suas preocupações sociais. Apoiou, nomeadamente, programas de criação de emprego para jovens. Ajudou ainda a promover a igualdade racial na sociedade norte-americana.

Após a morte do marido em 1945, fundou um grupo liberal chamado Americanos pela Ação Democrática, dentro do próprio Partido Democrático. Ao mesmo tempo era delegada dos Estados Unidos da América nas Nações Unidas, cargo que exerceu entre 1945 e 1953, período durante o qual contribuiu para a elaboração da Declaração Universal dos Direitos Humanos.

Interpretação da pedagoga M. Emília Brederode.

Patrice Lumumba (Congo Belga, 2 de Julho de 1925 – Katanga, 17 de Janeiro de 1961) foi um líder anticolonial e político congolês.

Em sua curta e tumultuada carreira política, ele optou por se alinhar aos valores anti-imperialistas e do pan-africanismo, defendendo consistentemente a solidariedade entre os povos da África para além dos limites de nação, etnia, cultura, classe e género, encorajando a luta não-violenta contra o colonialismo e convocando ao diálogo os países desenvolvidos e em desenvolvimento.

Foi eleito primeiro-ministro eleito de seu país em 1960, mas ocupou o cargo apenas por 12 semanas, pois seu governo foi derrubado por um golpe de estado liderado pelo coronel Joseph Mobutu durante a crise política do Congo. Ao tentar fugir para o leste do país, Lumumba seria capturado algumas semanas mais tarde. Seu assassinato, que ocorreu em janeiro de 1961, teve participação do governo dos Estados Unidos e da Bélgica, que viam o líder congolês como alinhado à União Soviética.

Interpreta o embaixador Hélder Lucas

Juliette Gréco (7 de fevereiro de 1927, Montpellier, 23 de setembro de 2020, Saint-Tropez). - Filha de mãe oriunda de Bordéus e de pai corso, Juliette Gréco passou os seus primeiros anos de vida com a sua irmã mais velha, Charlotte, educada pelos seus avós maternos, em Bordéus. É nesta região que após o início da Segunda Grande Guerra a mãe de Juliette foi presa pelos nazis devido à sua actividade na resistência. Algum tempo depois será a vez Juliette, com apenas 16 anos, e a irmã serem também presas pela Gestapo. Em liberdade, passou a viver em Saint-Germain-des-Prés, integrando-se rapidamente no grupo de intelectuais e artistas que frequentavam os bares e cabarés do local, criando amizade com Jean-Paul Sartre, Albert Camus, Boris Vian, Jean Cocteau ou Miles Davis.

A sua carreira progrediu em vários sentidos - canção, cinema, teatro. O seu retorno aos Estados Unidos, e a Nova Iorque em particular, grangeou-lhe uma notoriedade no meio artístico que lhe abriu as portas de Hollywood, onde conheceu o produtor Darryl Zanuck, durante a rodagem do filme The sun also rises de Henry King (1957). Nesta passagem por Hollywood conviveu com nomes como John Huston ou Orson Welles (com quem contracena no filme Drame dans un miroir (1960).

Interpreta a actriz Teresa Mello Sampayo

Reservas
Telef.: 213 965 360
Tm: 913 341 687bilheteira@abarraca.pt
Bilheteira Online www.abarraca.bol.pt