header mobile

Fórum lança ideia de produção e consumo local (Jornal do Fundão, 16/11/2017)

0 5

Votação deste artigo: 0 Votos

Associação de Desenvolvimento e empresários pretendem recuperar e recriar lógicas de mercado local com as pessoas que estão no território

A ASSOCIAÇÃO Portuguesa para o Desenvolvimento Local ANIMAR quer criar um modelo de circuito curto de produção e consumo local em Castelo Branco com o objetivo de recriar lógicas de mercado locais. A ideia passa por criar na região o que pode ser aqui consumido. "O objetivo passa por ter cada vez mais uma soberania alimentar no que pode ser produzido localmente e contribuir para novas lógicas de mercado", explicou o presidente da Animar, Marco Domingues que falava na conferência de imprensa de apresentação do Fórum de Desenvolvimento "Circuitos Curtos de produção e Consumo Local", que se vai realizar no dia 23 no auditório da Associação Empresarial da Beira Baixa (AEBB).
A iniciativa tem como objetivo promover a partilha e troca de experiências entre entidades de economia social e facilitar o encontro entre produtores locais, contribuindo para a partilha de modelos, problemas e soluções, com vista a criar modelos de circuitos curtos de produção e consumo local na região de Castelo Branco, que beneficiem escolas, instituições ou empresas.
"O território do Interior tem as suas especificidades. Dentro do mercado global é necessário criar circuitos nos mercados locais e recuperar e recriar lógicas de mercado local com as pessoas que estão no território", sublinhou Marco Domingues que recordou: "no fundo, é voltar ao sistema que existia no passado em que os agricultores vendiam diretamente os seus produtos".
O dirigente realça a importância da produção local para o consumo local e adianta que é necessário criar uma relação entre todas as partes, produtores e consumidores locais.
"São estas experiências que queremos trazer para o território.
Muitas vezes, a dificuldade é organizar a oferta com a procura", disse ainda. O presidente da Associação Empresarial da Beira Baixa (AEBB), José Gameiro, acredita que os produtos endógenos podem alavancar a economia do território.
"Esta é também uma forma de incentivar os agricultores a produzirem novos produtos", disse.
A AEBB é parceira da Animar nesta iniciativa que decorrerá na sede da associação, em Castelo Branco.

Célia Domingues

CONFERÊNCIA
Internacionalizar a Beira Baixa
"A internacionalização da Beira Baixa, oportunidades e estratégias" é o tema do jantar-conferência que a Associação Empresarial da Beira Baixa e a Associação do Cluster Agroindustrial do Centro organiza no dia 17, na Covilhã. O jantar contará com a presença do secretário de Estado da Internacionalização, Eurico Brilhante Dias.

 

Recomendamos

Financiado Por

financiadores02financiadores03financiadores04

Redes e Parcerias

Parceiro1 CasesParceiro2 RipessParceiro3 CNESParceiro4 ComunaCarta Portuguesa para a Diversidade