Vilar de Perdizes | 36º Congresso de Medicina Popular | 2 a 4 de setembro de 2022

02/09/2022 |
Vilar de Perdizes | 36º Congresso de Medicina Popular | 2 a 4 de setembro de 2022


O Congresso que se realiza desde 1983, ajudou a despertar a curiosidade pública para a aldeia de Vilar de Perdizes, considerada a aldeia mais mística de Portugal.

 

Vilar de Perdizes acolheu de 2 a 4 de setembro o XXXVI Congresso de Medicina Popular.

O empenhamento do Padre Fontes, deu vida a este evento, transformando o misticismo numa atração turística do concelho de Montalegre. O Padre Fontes estudioso de plantas e ervas medicinais, defensor da cultura popular da região de Barroso, através da cultura e das tradições tem contribuído em larga medida para o desenvolvimento do território do Barroso.

Organizada pela Associação de Defesa do Património Vilar de Perdizes, em parceria com o Município de Montalegre/Ecomuseu de Barroso, a Junta de Freguesia de Vilar de Perdizes e Meixide e a ANIMAR – Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Local, esta edição do congresso procurou dar destaque a temáticas como o poder das plantas, plantas medicinais e segurança alimentar, medicina popular e métodos naturais.

Segundo a representante da organização, Umbelina Moura, a missão foi cumprida, com nota positiva. Merecem destaque as palestras e workshops, sempre em torno das plantas. As intervenções de elevadíssima qualidade, protagonizadas por vários professores da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, da Universidade de Aveiro, alguns médicos, professores, um artesão de sal e técnicos de terapias alternativas devidamente autorizadas pelas entidades competentes.

Quanto à componente exterior, menos frequentada, merece ser repensada tal como a data do evento que deverá passar para os meses de julho ou agosto de modo a permitir a visita de maior número de visitantes emigrantes, filhos da terra.

No futuro, pretendem dar continuidade ao formato do evento, tendo como âncora as plantas, a medicina popular e os produtos locais. Têm em vista dar início a um curso de cultivo de plantas para que a próxima exposição as plantas sejam criadas em Vilar de Perdizes.

Outro aspeto a considerar de modo a trazer mais pessoas ao evento são as componentes do oculto e da feirinha tradicional. As pessoas querem e procuram, pelo seu bem-estar e sua espiritualidade.

Vídeos:
https://photos.app.goo.gl/7y7rZbDET7Nuw715A
https://photos.app.goo.gl/Ea11PNfiEDUHoy2u7

IMAGENS