A igualdade de mulheres e homens em organizações da rede Animar – metodologias, instrumentos e resultados do autodiagnóstico

A igualdade de mulheres e homens em organizações da rede Animar – metodologias, instrumentos e resultados do autodiagnóstico

Autores/as

Virgínia Ferreira e Mónica Lopes

Sinopse

A integração da perspectiva da igualdade de mulheres e homens nas lógicas de funcionamento das organizações da sociedade civil representa um desafio importante, mas melindroso, na medida em que implica a alteração de racionalidades bem estabelecidas e a incorporação de uma nova cultura e de novas práticas no seio das organizações.

Editora

Igualdade é Desenvolvimento

Sobre

No decurso do Projecto “A Igualdade de Género como Exercício de Cidadania” foi dinamizado um processo de autodiagnóstico que permitiu às entidades da rede Animar reflectir:
- sobre a incorporação do conceito de igualdade de mulheres e homens, a partir da caracterização do modo como os princípios da igualdade e da conciliação trabalho/família e protecção da maternidade e da paternidade se integram nas políticas, procedimentos e práticas da organização.
- sobre as práticas de igualdade entre os sexos dentro e fora da organização.

A partir deste exercício de auto-reflexão foram diagnosticadas e discutidas colectivamente as principais dificuldades e constrangimentos, assim como as maiores potencialidades das organizações do Terceiro Sector ao nível do mainstreaming de género.

Data de edição

Janeiro, 2011

N.º de páginas

58

Suporte/Formato

Publicação

Um recurso da entidade

Animar - Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Local
Lisboa

Classificado em

FeminismoPublicações AnimarIntervenção ComunitáriaIgualdade de GéneroCidadania e ParticipaçãoDesenvolvimento LocalAssociativismo e congéneres