Diz a verdade ao poder: um instrumento para agir e criar a mudança na sala de aula e além dela

Diz a verdade ao poder: um instrumento para agir e criar a mudança na sala de aula e além dela

Autores/as

Kerry Kennedy

Sinopse

Diz a Verdade ao Poder é uma iniciativa global que parte das experiências de corajosos defensores dos direitos humanos em todo o mundo para educar alunos, e outras pessoas em geral, sobre os direitos humanos, apelando à sua ação neste domínio.

Os temas abordados vão desde a escravatura e o ativismo ambiental à auto-determinação religiosa, passando pela participação política, entre outros.

Editora

FCG

Sobre

Diz a Verdade ao Poder começou por ser um livro escrito por Kerry Kennedy (e desde então traduzido para seis línguas), tendo sido adaptado a uma produção dramática por Ariel Dorfman. Os retratos dos defensores dos direitos humanos apresentados no livro, da autoria do fotógrafo Eddie Adams (vencedor do Prémio Pullitzer), foram incluídos numa exposição patente em mais de vinte e cinco cidades dos EUA, após ter estreado na galeria de arte Corcoran, em Washington, d.c. Já foi apresentada em quatro continentes.

O programa curricular Diz a Verdade ao Poder está acessível e foi distribuído a milhões de alunos em África, na Ásia, na Europa e na América do Norte.

Com o presidente Bill Clinton como anfitrião, a peça Diz a Verdade ao Poder: Vozes do outro lado da escuridão estreou no Kennedy Center, em 2000. Um vídeo de uma hora de duração foi transmitido pela PBs, incluída na sua “série de grandes atuações”. Muitos atores famosos participaram na peça: Alec Baldwin, Glenn Close, John Malkovich, Sean Penn, Vanessa Redgrave, Martin Sheen e Meryl Streep. A peça tem sido representada em vários locais dos EUA e em várias capitais mundiais, com destaque para a performance em Doha, no Qatar, com emissão transmitida em direto pela cadeia de televisão al Jazeera e participação dos mais célebres atores e cantores do mundo árabe. Noutras ocasiões, a peça foi representada por alunos de escolas secundárias, estudantes universitários, heróis locais e até prisioneiros. Em 2014, em Bruxelas, na sede da União Europeia, pôde assistir-se a uma atuação de vários membros do Parlamento Europeu, incluindo Martin Schulz, seu presidente.

Diz a Verdade ao Poder estimula os governos, as ONG’s, as principais fundações e indivíduos a apoiar os direitos humanos, chamando a atenção para os repetidos abusos de que estes são alvos. No entanto, o seu efeito mais duradouro será porventura a demonstração da capacidade de cada indivíduo para criar mudanças no mundo.

2018

N.º de páginas

104

Suporte/Formato

Publicação

Um recurso da entidade

Robert f. Kennedy Human Rights
Lisboa

Classificado em

JuventudeDireitos HumanosEducação e Metodologias ParticipativasEducação | Formação