Recursos

Destaques
1108 recursos encontrados

Igualdade de Género
Cidadania e Participação

Com este documento, a CIG visa promover e partilhar o conhecimento relativo à situação atual de mulheres e homens em várias áreas da sociedade, nomeadamente na educação, emprego e desemprego, conciliação entre a vida pessoal, familiar e profissional, pobreza, poder e tomada de decisão, violência de género e LGBTI.

CIG - Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género
Lisboa
Igualdade de Género
Cidadania e Participação

Os Planos Nacionais para a Igualdade (PNI) têm contemplado um conjunto de medidas de cariz estruturante, comuns a todas os sectores sociais e a serem implementadas por todos os órgãos da administração pública, central e local. Uma dessas medidas reporta-se à comunicação institucional e à linguagem utilizada pelos serviços públicos. 

CIG - Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género
Lisboa
Legislação Portuguesa
Igualdade de Género

Este guião reuniu conhecimentos e experiências diversas em torno de um objetivo comum: favorecer a aprendizagem do exercício da cidadania por parte de raparigas e rapazes. Ele responde ao desafio de converter em propostas de conhecimentos e de práticas a complexa aprendizagem de um exercício efetivo da cidadania por parte de raparigas e rapazes, livre de preconceitos de género.

CIG - Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género
Lisboa
Legislação Portuguesa
Igualdade de Género

No panorama educativo parece consensual que o conceito de igualdade de género faça parte integrante, de forma inequívoca, do conteúdo dos discursos e dos documentos normativos que são produzidos a vários níveis de decisão. No plano teórico é aceite, sem grandes debates, que todos os seres humanos deverão ser livres de desenvolver as suas aptidões e de tomar as suas decisões num contexto inclusivo respeitador das múltiplas individualidades, independentemente das crenças valorizadas socialmente acerca das características e dos comportamentos tradicionalmente atribuídos aos homens e às mulheres. 

CIG - Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género
Lisboa
Legislação Portuguesa
Igualdade de Género

As questões relativas ao género e cidadania fazem parte do quotidiano da vida das crianças e entram, naturalmente, na vida da escola. Muitas vezes, alegando-se a sua transversalidade, a abordagem desta área acaba por ser desvalorizada. Não é fácil o desenvolvimento de um trabalho educativo sustentado em torno destas questões, nomeadamente em contexto de sala de aula, pelo que elas tendem a ser muitas vezes ignoradas e/ou reprimidas.

CIG - Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género
Lisboa
Legislação Portuguesa
Igualdade de Género

As questões relativas ao género e à cidadania entram na vida das instituições de educação de infância trazidas pelas crianças; fazem parte do quotidiano. No entanto, não é fácil a sua abordagem; são muitas vezes “esquecidas”. A sua complexidade, a falta de apoio em termos de formação dada aos educadores e às educadoras e a falta de recursos e de bibliografia retiram ao trabalho sobre estes conteúdos a atenção necessária.

CIG - Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género
Lisboa
Cooperação para o Desenvolvimento
Desenvolvimento e Democracia local

Guia para uma Cidadania Ativa surge no âmbito do projeto "Expandir Mais Oportunidades", através do qual se pretende assinalar o Ano Europeu da Cidadania e contribuir para a promoção de uma atitude mais participativa dos cidadãos na vida da comunidade em que se inserem.  

ADIBER - Associação de Desenvolvimento de Góis e Beira Serra
Góis
Legislação Portuguesa
Igualdade de Género

O presente relatório é baseado em entrevistas realizadas a 42 000 mulheres dos 28 Estados-Membros da União Europeia. Ele mostra que a violência contra as mulheres, em especial a violência baseada no género que as afeta de forma desproporcionada, constitui uma violação frequente dos direitos humanos a que a União Europeia não pode de modo algum ficar indiferente.

Agência Europeia dos Direitos Fundamentais
Viena
Feminismo
Igualdade de Género

De acordo com o Conselho da Europa (2008), entre 12% a 15% das mulheres europeias, com mais de 16 anos sofreram algum tipo de abuso/violência no contexto de uma relação de intimidade (2008). Na intervenção em situações de violência doméstica, a segurança das mulheres e das crianças é sempre fundamental. Assim, a avaliação do risco – a aplicação de instrumentos para avaliar a probabilidade da reincidência e da escalada da violência – desempenha um papel fundamental ao qual deve ser dada a mais elevada prioridade. É a base para o estabelecimento de um plano de segurança que garanta a segurança e protecção, prevenindo novos actos de violência ou o homicídio e permitindo que as sobreviventes vivam sem violência.

Feminismo
Igualdade de Género

A Violência Doméstica, actualmente crime público em Portugal, constitui uma preocupação e uma prioridade ao nível do atendimento e da intervenção na comunidade, fazendo-se sentir, cada vez mais, a necessidade de respostas integradas e articuladas.

Feminismo
Igualdade de Género

O Produto Educativo Europeu foi desenhado no âmbito do projecto ESCALADA (CLIMBING UP) com o apoio da Comissão Europeia, através do Programa SOCRATES – iniciativa Grundtvig 1. Este Produto tem o objectivo de preencher uma lacuna a nível dos recursos na área da educação não formal de adultos para mulheres sobreviventes de violência doméstica.

Feminismo
Juventude

Este Guia de Bolso é dirigido sobretudo a raparigas a partir dos 16 anos e a mulheres, sobreviventes/vítimas de Violência Sexual, reunindo um conjunto de informação útil e prática, tendo em vista a prestar suporte e a defender os seus direitos.

Associação de Mulheres Contra a Violência
Lisboa
Feminismo
Direitos Humanos

Este Guia de bolso tem como objetivo ser um instrumento de trabalho para profissionais que intervêm na área da violência sexual. Disponibiliza de forma sintética informação sobre standards mínimos de procedimentos comuns, bem como informação sobre recursos e serviços, para uma intervenção multidisciplinar, coerente e articulada, para a Cidade de Lisboa.

Associação de Mulheres Contra a Violência
Lisboa
Feminismo
Igualdade de Género

Este projecto, na sua generalidade, pretende contribuir para a melhoria da intervenção na área da violência doméstica/violência nas relações de intimidade, com enfoque no processo de avaliação e gestão de risco em rede, de forma a proporcionar uma melhor resposta junto das beneficiárias finais – vítimas/sobreviventes.

Associação de Mulheres Contra a Violência
Lisboa
Feminismo
Igualdade de Género

Esta publicação acolhe o estudo diagnóstico sobre as treinadoras em Portugal realizado no âmbito do projecto Treinadoras: dirigir outros desafios, com financiamento do Programa Operacional do Potencial Humano/QREN. Tornar visível o hiato entre a igualdade de direitos entre mulheres e homens, consagrada constitucionalmente, e as desigualdades de facto é uma questão prévia não apenas à compreensão mas sobretudo à acção sobre o mundo social. Por isso, esta edição tem como finalidade principal fornecer uma representação da realidade actual do desporto, escolar e federado, sobre a qual necessitamos e devemos intervir.

Associação Portuguesa de Mulher e Desporto
Feminismo
Igualdade de Género

O 3º Congresso Internacional Mulheres e Desporto realizou-se em Lisboa, nos dias 21 e 22 de Novembro de 2008. Participaram 96 pessoas, de vários pontos do país e de diferentes áreas, tais como docentes de Educação Física, responsáveis pela formação de docentes, dirigentes do movimento associativo desportivo, responsáveis técnicas/os da administração pública desportiva central, local e das federações desportivas, atletas e estudantes.

Associação Portuguesa de Mulher e Desporto
Feminismo
Igualdade de Género

A Associação Portuguesa A Mulher e o Desporto (APMD) organizou, em Setembro de 1999, o seu 1º Congresso Internacional, cujo documento final, A Declaração de Lisboa, realça no ponto 1 “…o papel determinante da Educação Física e do Desporto Escolar na formação das raparigas”. Esta questão fundamental tem sido reafirmada a nível mundial, quer no contexto da Plataforma de Pequim (Declaração Final da Conferência Mundial das Nações Unidas (ONU) sobre as mulheres, realizada em 1995), quer em outros fóruns internacionais de carácter científico ou político.

Associação Portuguesa de Mulher e Desporto
Feminismo
Igualdade de Género

Desporto na Escola, Educando para a Igualdade é uma proposta de trabalho dirigida a docentes de Educação Física, elaborada pela Associação Portuguesa Mulheres e Desporto com base num trabalho desenvolvido com escolas do distrito do Porto. Trata-se de um conjunto de sugestões, já aplicadas por docentes, que explora alguns aspectos sobre a igualdade entre raparigas e rapazes nas actividades desportivas em contexto escolar

Associação Portuguesa de Mulher e Desporto